Anúncios e homenagens marcam abertura da SNCT 2014 em Brasília

Popularização da C,T&I e Melhoria do Ensino das Ciências

Anúncios e homenagens marcam abertura da SNCT 2014 em Brasília

A cerimônia que abriu a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia na capital teve a presença do ministro Campolina. Foram anunciados editais e homenageados estudantes que se destacaram em competições.

Por Ascom do MCTI

Publicação: 14/10/2014 | 19:59

Última modificação: 21/10/2014 | 16:28

Campolina ressaltou a importância da SNCT para o Brasil.

Crédito: Ascom/MCTI

A abertura da 11ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SCNT 2014) em Brasília foi marcada pelo lançamento de dois editais na área de divulgação científica e por homenagens a oito jovens estudantes que se destacaram em competições. Na solenidade, o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Clelio Campolina Diniz, anunciou o tema "Luz, ciência e vida" para nortear as atividades em 2015.

O ministro também agradeceu o apoio dos setores público e privado, agências e governos federal, estadual e municipal em torno da organização do evento em todo o país. "Uma feira dessa natureza tem um papel extraordinário principalmente num país com as características do Brasil, onde nós temos um déficit educacional e científico histórico", disse o titular do MCTI. "É uma oportunidade demostrar em várias partes do Brasil o papel central da educação, da ciência e da tecnologia para a promoção do desenvolvimento e neste ano, com um olhar especial para o compromisso social da educação e da ciência", acrescentou.

Quatro dos estudantes homenageados na cerimônia foram campeões da tecnologia premiados na última Feira Internacional Intel (Isef) de Los Angeles, considerada a maior feira de ciência e engenharia do mundo destinada a jovens pré-universitários de 70 países: Gabriel Motta, Raíssa Muller, Bárbara Federhen e Salvador Alavarado.

Os outros quatro estudantes brasileiros – Allan dos Santos, Daniel Charles Gomes, Daniel Mitsutani e Felipe Coimbra –, além das medalhas individuais, conquistaram medalha de prata na prova de equipe da Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica, ocorrida na Romênia, que teve a participação de 42 países. "Recomendo a esses jovens que levem às suas escolas o estímulo para que seus colegas sigam os mesmos passos. Está exatamente neles o futuro que estamos construindo", afirmou o ministro.

Editais

O secretário de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social, Oswaldo Duarte Filho, anunciou o lançamento de dois editais. Um, na área de divulgação científica, para apoiar feiras de ciência em âmbito nacional, estadual e municipal, no ano que vem – em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI) e da Coordenação de Pessoal de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC). O outro, voltado à realização de olimpíadas de conhecimento no país pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo MCTI.

"A semana nacional, juntamente com outras ações de popularização como os nossos museus de ciências, as feiras de ciências e as olimpíadas, tem fomentado a ciência e a tecnologia na sociedade fazendo a divulgação do papel da ciência perante a população como um todo", afirmou o secretário ao convidar o público para visitar também a Exposição Cerrado: uma Janela para o Planeta, que fica no Centro Cultural do Banco do Brasil, em Brasília, até o encerramento da semana, no domingo (19).

Oswaldo destacou, ainda, a evolução da participação da sociedade na SNCT, que na primeira edição, em 2003, contabilizou 1.800 atividades em 250 cidades brasileiras. A expectativa é que a edição de 2014 ultrapasse 35 mil ações em mais de mil municípios. Somente em Brasília são esperadas mais de 100 mil pessoas nos sete dias de feira no Pavilhão de Exposições do Parque de Cidade, onde estão instalados cerca de 100 expositores com a participação de 300 escolas.

O representante da Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social ressaltou, ainda, a importância da parceria recorde neste ano, com sete ministérios, além do governo do Distrito Federal e patrocinadores, como a Petrobras, o Banco do Brasil, o Instituto Tim e os Correios. "Não conseguiríamos realizar um evento desse porte se não tivéssemos a colaboração de todos os municípios e entidades que são parceiros nossos lá na ponta, no município, na universidade, que fazem o evento da semana num Brasil como um todo", disse.

Presença cotidiana

"É a única forma de a gente poder educar de fato a população, mostrando que a ciência está presente no nosso dia a dia e é responsável pelos avanços, inclusive, da condição social", afirmou a presidenta da Sociedade Brasileira para Progresso da Ciência (SBPC), Helena Nader, que destacou a tradição e a importância das parcerias em torno do evento.

Já o ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, ressaltou a necessidade de se considerar o acesso ao conhecimento e à tecnologia como mecanismo de inclusão social. "Historicamente os trabalhadores foram tratados como mão de obra e eles precisam ser os principais detentores do conhecimento porque  são eles que vão construir a riqueza nacional, defendeu. 

Participaram também da cerimônia a embaixadora da União Europeia, Ana Paula Zacarias, o secretário de Ciência e Tecnologia do Distrito Federal, Glauco Rojas, o secretário de Ciência e Tecnologia da Marinha do Brasil, almirante Sérgio Roberto Fernando dos Santos, e o presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI), Glaucius Oliva, dentre outras autoridades.

Fonte: MCTI