« Voltar

Governo está preparando o país para mudanças tecnológicas, diz diretor do MCTIC

Tecnologias da Informação e Comunicação Inclusão Digital

Governo está preparando o país para mudanças tecnológicas, diz diretor do MCTIC

Segundo Otávio Caixeta, da Secretaria de Política de Informática, uma das iniciativas mais importantes é garantir o acesso à internet. Ele participou nesta quarta-feira (14) de entrevista coletiva na Campus Party Brasília.

Por Ascom do MCTIC

Publicação: 14/06/2017 | 15:05

Última modificação: 22/06/2017 | 15:06

O diretor de Ecossistemas Digitais da Secretaria de Política de Informática, Otávio Caixeta, durante entrevista coletiva na Campus Party Brasília, nesta quarta-feira (14).

Crédito: Ascom/MCTIC

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) está trabalhando para preparar o Brasil para mudanças tecnológicas, afirmou o diretor de Ecossistemas Digitais da Secretaria de Política de Informática, Otávio Caixeta, durante entrevista coletiva na Campus Party Brasília, nesta quarta-feira (14). "A Campus Party é o evento em que a gente pode colocar em destaque como a internet está mudando a sociedade, a cultura e as nossas vidas. E essa mudança está acontecendo de forma cada vez mais acelerada."

Segundo Caixeta, uma das iniciativas mais importantes do MCTIC é garantir o acesso à internet para todos. Ele afirmou que o percentual de brasileiros conectados à rede aumentou de 20% para 60% entre 2005 e 2015.

O diretor de Ecossistemas Digitais acrescentou que o MCTIC promove políticas para ampliar a infraestrutura de redes, implantar cidades inteligentes e apoiar startups. Citou ainda a elaboração da Estratégia Digital Brasileira, que será concluída pelo ministério até o fim do ano e vai ajudar o país a se tornar competitivo em economia digital.

Campus Party

A primeira edição da Campus Party Brasília, considerada a maior experiência tecnológica do mundo, será realizada até domingo (18), no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Nos cinco dias do evento, a expectativa é receber 40 mil visitantes, que terão acesso a uma maratona de mais de 250 horas de conteúdo. Em cinco palcos, especialistas nacionais e internacionais farão palestras e workshops sobre temas como ciência, tecnologia, internet e empreendedorismo. As atrações incluem simuladores, shows de drones e partidas de hockey entre robôs.

A conexão à internet no evento, de 20 Gpbs, será fornecida pela Telebras, vinculada ao MCTIC. "É fundamental garantir estrutura de acesso à tecnologia para aqueles que vão fazer o futuro", afirmou o diretor técnico-operacional da Telebras, Jarbas Valente.

Segundo ele, a empresa tem uma ampla estrutura de redes terrestres de alta capacidade em todo o Brasil, que será ampliada a partir de setembro com a entrada em operação do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC). 

Para o presidente do Instituto Campus Party, Francesco Ferrugia, o evento é um momento para reunir jovens cheios de energia, que trocam conhecimento e criam um ecossistema na economia digital. Ele explicou que o conteúdo e os temas discutidos durante o evento são definidos pelos próprios campuseiros, de forma colaborativa. 

Ferrugia citou como um dos destaques da programação da Campus Party Brasília o Fórum de Cidades Inteligentes, que será realizado no estande do MCTIC nesta quinta-feira (15). O fórum vai reunir, em quatro painéis, representantes das três esferas do governo, além de especialistas e autoridades, para debater como as cidades podem se tornar mais inteligentes e humanas.

A Campus Party  foi realizada pela primeira vez em 1997, na Espanha. Atualmente, conta com quase 500 mil campuseiros cadastrados em todo o mundo e já foi produzida em diversos países. No Brasil, o evento está presente há 10 anos e, pela primeira vez, é realizado em Brasília.

Fonte: MCTIC