Plano Nacional de Internet das Coisas lança nova consulta para construir o Mapa Brasileiro de IoT

Tecnologias da Informação e Comunicação

Plano Nacional de Internet das Coisas lança nova consulta para construir o Mapa Brasileiro de IoT

O objetivo da consulta pública, lançada nesta terça-feira (6), é conhecer as empresas e ICTs que ofertam tecnologias, produtos, serviços e soluções de IoT no Brasil. "Ela vai facilitar o intercâmbio de informações e a formação de parcerias entre empresas e ICTs", diz o secretário de Política de Informática do MCTIC, Maximiliano Martinhão.

Por Ascom do MCTIC

Publicação: 06/06/2017 | 10:36

Última modificação: 08/06/2017 | 17:15

Informações servirão para subsidiar a construção do Plano Nacional de IoT.

Crédito: Divulgação

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) lança, nesta terça-feira (6), uma nova consulta para subsidiar o Plano Nacional de Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês), em construção pelo governo federal. As contribuições, que podem ser enviadas até o dia 16 de junho, serão usadas na elaboração de um mapa de empresas e instituições científicas e tecnológicas (ICTs) que ofertam tecnologias, produtos, serviços e soluções de IoT no Brasil. 

As companhias interessadas em participar da pesquisa (disponível aqui) deverão fornecer informações como a quantidade de empregados, os produtos criados, a qual setor as aplicações são destinadas, entre outras. Já as ICTs deverão abastecer a base de dados com as suas competências em tecnologias aplicáveis a IoT, o número de projetos realizados e a quantidade de pesquisadores envolvidos em atividades de pesquisa e desenvolvimento (P&D), por exemplo.

"Nosso objetivo é construir um atlas da Internet das Coisas no Brasil, identificando tudo que já vem sendo realizado neste campo e, consequentemente, o que ainda precisa ser feito. Além disso, essa ferramenta vai facilitar muito o intercâmbio de informações e a formação de parcerias entre as empresas e as ICTs, o que será essencial para o desenvolvimento do setor", afirmou o secretário de Política de Informática do MCTIC, Maximiliano Martinhão. 

Os dados serão recebidos pelo consórcio que está conduzindo o estudo que irá apoiar o Plano Nacional de IoT. Liderado pela McKinsey, o consórcio inclui a Fundação CPqD e o escritório Pereira Neto Macedo Advogados.

Estruturado e coordenado em parceria pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o MCTIC, o estudo inclui três fases: diagnóstico e aspiração do Brasil em IoT; definição dos setores prioritários da economia brasileira para receber investimentos necessários para o desenvolvimento de IoT; e formulação de ações voltadas para acelerar a implantação do mercado de IoT no país.

O que é Internet das Coisas 

É a rede de todos os objetos que se comunicam e interagem de forma autônoma, via internet. Isso permite o monitoramento e o gerenciamento desses dispositivos via software para aumentar a eficiência de sistemas e processos, habilitar novos serviços e melhorar a qualidade de vida das pessoas. As aplicações são diversas e incluem desde o monitoramento de saúde, a automação industrial até o uso de dispositivos pessoais conectados. Estima-se que já existam mais de 15 bilhões de dispositivos conectados em todo o mundo, incluindo smartphones e computadores. A previsão é que, em 2025, esse número possa atingir 35 bilhões de equipamentos. 

Fonte: MCTIC