Parceria com o Congresso é importante para Agenda Digital Brasileira, diz ministro

Tecnologias da Informação e Comunicação Aeroespacial Inclusão Digital

Parceria com o Congresso é importante para Agenda Digital Brasileira, diz ministro

Satélite Geoestacionário é o início de um ambicioso programa para dar autonomia ao Brasil no campo digital, afirmou Gilberto Kassab no lançamento da Frente Parlamentar de Economia Digital e Colaborativa na Câmara.

Por Ascom do MCTIC

Publicação: 17/05/2017 | 20:11

Última modificação: 17/05/2017 | 20:15

Ministro Gilberto Kassab esteve na Câmara para o lançamento da Frente Parlamentar de Economia Digital e Colaborativa na Câmara dos Deputados.

Crédito: Ascom/MCTIC

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, disse nesta quarta-feira (17) que a parceria com o Congresso Nacional é importante para o desenvolvimento da Agenda Digital Brasileira. Ele participou, na Câmara dos Deputados, do lançamento da Frente Parlamentar Mista de Economia Digital e Colaborativa, que tem o objetivo de discutir e apresentar soluções para o avanço dos modelos de negócio baseados no uso da tecnologia.

"Hoje, vivemos no mundo digital. Essa frente parlamentar chega no momento exato em que o Poder Executivo precisa dessa parceria com o Legislativo. Temos extraordinários projetos pela frente. Há duas semanas, lançamos o primeiro satélite de propriedade do Brasil, que é o início de um ambicioso programa que procura dar autonomia ao país no campo digital", afirmou o ministro.

O secretário de Política de Informática do MCTIC, Maximiliano Martinhão, elogiou a criação da frente e disse que o governo está envolvido em um grande esforço para o desenvolvimento da economia digital. "O trabalho da Agenda Digital Brasileira tem a articulação de oito ministérios, não é um trabalho só de uma secretaria. O Brasil estava carente dessa frente, e a gente precisa de parlamentares afetos à temática do setor digital", ressaltou.

Já o deputado Thiago Peixoto (PSD-GO), coordenador do frente parlamentar, destacou que a economia digital hoje já movimenta o dobro do PIB brasileiro. "Vivemos um momento de grandes discussões e reformas no Congresso. Paralelo a isso, temos de ter uma pauta proativa. Tenho certeza que, do ponto de vista econômico, pouca coisa daria tanto retorno quanto o investimento na economia digital", avaliou.

Um grupo de trabalho interministerial, criado pelo MCTIC, trabalha na elaboração da Estratégia Digital Brasileira para impulsionar a economia digital no país e o desenvolvimento econômico. O evento também teve a participação de representantes de empresas como AirBNB, Apple, Facebook, Google, IBM, Microsoft, Netflix, Spotify, Totvs e Uber.

Fonte: MCTIC